profroque
   ORNATOS

Enquanto o inverno desfere

lufadas azuis e geladas

espera ansioso um desejo primaveril

flores nas tardes caladas

Ainda as neblinadas manhãs

cinzenteiam o viver

já antecipam no longe as matas

um roxo e amarelo de flores de ipês

Eo vento confabula com elas

conta-lhes histórias de outras plagas

são versos de poetas e apaixonados

cantigas dolentes de ânsias caladas

Ao explodir da nova estação

as frontes se ornam de seu florir

As flores já não sabem de dores

pintam paisagens de alegre porvir



Escrito por Prof. Roque às 10h01
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sul, Santa Rosa, Jardim Petrópolis, Homem, de 56 a 65 anos, Portuguese, German, Arte e cultura, Viagens, Música
MSN -


HISTÓRICO


CATEGORIAS
Todas as mensagens
 Link



OUTROS SITES
 Mundo de Impressões - Livro de Poesia
 Prof. Roque - Recanto das Letras
 Meu orkut
 Jornal Noroeste
 Metade Sol, Metade Lua
 Das Freitags Skorpion" target="_blank">Tradução de resummo para o alemão


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!